Nesta quinta-feira (03) a Igreja Católica celebra a Solenidade de Corpus Christi, dia em que o Santíssimo Sacramento é levado pelas ruas, exaltado pelos fiéis que agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, na qual o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio da alma. “Ele tomou pão, deu graças, partiu e deu, a seus discípulos dizendo: Tomai todos, e comei: isto é o meu corpo, que será entregue. fazei isto em memória de mim.” (Cf. Missal Romano). Veja sobre a origem da Solenidade ao final do texto.

A celebração de Corpus Christi é um preceito, isso significa que os católicos devem participar da Santa Missa neste dia, seja de forma presencial ou, em caso excepcional, acompanhar pelos meios de comunicação. Assim sendo, este ano Solenidade Corpus Christi, na Arquidiocese de Belém ocorrerá nas 97 paróquias, muitas destas com transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Dom Alberto Taveira Corrêa, Arcebispo de Belém, presidirá a Santa Missa às 7h, na Catedral Metropolitana, com transmissão ao vivo pelos meios de Comunicação da Arquidiocese (TV Nazaré, canal 30.1, Rádio Nazaré FM 91.3 MHz) e redes sociais. Em seguida, o Santíssimo Sacramento será levado em carro aberto pelas ruas da Cidade Velha.

Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar de Belém, conduzirá às 12h, na Capela da Residência Episcopal, ao vivo pelos meios de Comunicação da Arquidiocese (TV Nazaré, canal 30.1, Rádio Nazaré FM 91.3 MHz) e redes sociais. A noite Dom Antônio celebrará, às 19h, na Comunidade São José, em Outeiro.

Nas paróquias as celebrações serão presididas pelos párocos e vigários durante a manhã e à noite, de acordo com cada realidade, após as celebrações algumas terão adoração, já em outras o Santíssimo Sacramento será levado em carro aberto pelas ruas próximas das igrejas.

Combate à Pandemia

Todas as celebrações regem os cuidados previstos nas orientações pelas autoridades sanitárias e orientações da Arquidiocese de Belém, em combate a Covid-19. Estão sendo mantidos durante as celebrações o distanciamento social, controle de acessos respeitando o limite de até 50% da capacidade, o uso permanente de máscaras e disponibilização de álcool e número maior de missas e com transmissão da programação pelas redes sociais das paróquias.

Programação nas Paróquias  

Catedral Metropolitana

  • 7h Santa Missa seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial
  • 11h e 18h Santa Missa.

 Basílica Santuário Nossa Senhora de Nazaré

  • Missa às 7h / 9h / 12h / 18h.

Santuário Nossa Senhora da Conceição Aparecida

  • Missa às 9h e 18h30.

Paróquia Nossa Senhora de Lourdes

  • 17h Adoração ao Santíssimo;
  • 18h seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial;
  • 18h30 Santa Missa.

Paróquia Nossa Senhora do Bom Remédio

  • Missa às 7h, 9h, 12h, 15h às 19h;
  • No intervalo entre as Celebrações haverá momento de Adoração.

Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Distrito Industrial

  • 7h Santa Missa seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial;
  • 18h30 Santa Missa.

Paróquia Santa Maria Mãe de Deus

  • 7h Santa Missa seguida da Visita do Santíssimo às Comunidades;
  • 18h Adoração seguida da Santa Missa.

Paróquia Santa Rosa de Lima

  • 07h pequena procissão e Santa Missa na matriz.

Paróquia Santa Teresinha da Amazônia

  • 7h Santa Missa seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial.

Paróquia Santíssima Trindade

  • 8h Santa Missa seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial;
  • 18h30 Santa Missa.

Paróquia São João Paulo II

  • Missa às 18h com Adoração ao Santíssimo.

Paróquia São Judas Tadeu

  • Missa às 19h, seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial.

Paróquia São Lucas Evangelista

  • Missa às 19h com Adoração ao Santíssimo.

Paróquia São Sebastião

  • 7h Santa Missa seguida de saída do Santíssimo pela área paroquial;
  • 19h Santa Missa.

 Área Missionária São Paulo Apóstolo

  • Missa às 8h.

Paróquia Bom Pastor

  • Missa às 17h30.

Paróquia Coração Eucarístico de Jesus

  • Missa às 19h.

Paróquia Cristo Peregrino

  • Missa às 19h.

Paróquia Jesus Bom Samaritano

  • Missa às 7h30.

Paróquia Menino Deus

  • Missa às 07h e 18h.

Paróquia Mistério da Transfiguração Do Senhor

  • Missa às 19h.

Paróquia Natividade de Nosso Senhor Jesus Cristo

  • Missa às 9h.

Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Cidade Velha

  • Missa às 18h.

Paróquia Nossa Senhora da Conceição – Mosqueiro

  • Missa às 19h.

Paróquia Nossa Senhora das Graças

  • Missa às 19h.

Paróquia Nossa Senhora de Guadalupe

  • Missa às 19h.

 Paróquia Nossa Senhora do Ó

  • Missa às 18h30.

Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência

  • Missa às 19h.

 Paróquia Sagrado Coração de Jesus – Júlia Seffer

  • Missa às 18h.

Paróquia Santa Luzia do Bom Futuro

  • Missa às 7h.

Paróquia Santa Maria de Belém

  • Missa às 19h.

 Paróquia Santa Paula Frassinetti

  • Missa às 7h.

 Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus – Águas Lindas

  • Missa às 19h.

 Paróquia Santíssimo Sacramento

  • Missa às 19h.

Paróquia Santo André Apóstolo

  • Missa às 8h.

Paróquia São Francisco de Assis – Tapanã

  • Missa às 7h e 18h30.

Paróquia São Geraldo Magela

  • Missa às 18h.

 Paróquia São Jorge

  • Missa às 7h e 18h.

 Paróquia São Miguel

  • Missa às 7h e 18h30.

Origem da Solenidade de Corpus Christi

A Solenidade em honra ao Corpo do Senhor – “Corpus Christi” –, que hoje celebramos na quinta-feira após a oitava de Pentecostes, mais precisamente depois da festa da Santíssima Trindade. Foi oficializada somente em 1264 pelo Papa Urbano IV.

A Festa de Corpus Christi surgiu na Diocese de Liège, na Bélgica, por iniciativa da freira Juliana de Mont Cornillon. Ela tinha visões nas quais o próprio Jesus lhe pedia uma festa litúrgica anual em honra da Sagrada Eucaristia.

Aconteceu que, em meados do século XIII, Padre Pedro de Praga, um sacerdote que duvidava da presença de Cristo na Eucaristia, decidiu realizar uma peregrinação a Roma para rogar, sobre o túmulo de São Pedro, a graça da fé. Ao retornar, enquanto celebrava a Missa em Bolsena, na cripta de Santa Cristina, a Sagrada Hóstia sangrou, manchando o corporal.

A notícia chegou rapidamente ao Papa Urbano IV, que se encontrava muito perto, em Orvieto. Ele era um arcediago de Liège e havia conhecido a Beata Cornilon e percebido a luz sobrenatural que a iluminava e a sinceridade de seus apelos.

Papa Urbano IV mandou que o corporal fosse levado até ele.  Isso foi feito em procissão e, quando o Pontífice os encontrou na entrada da cidade, pronunciou diante da relíquia eucarística as palavras: “Corpus Christi”.

O Santo Padre encomendou a Santo Tomás de Aquino a produção de um ofício litúrgico para a celebração e a composição de hinos, que são entoados até hoje: Tantum Ergo, Lauda Sion.

O Papa Clemente V, no Concílio Geral de Viena (1311), ordenou uma vez mais esta Solenidade e publicou um novo decreto no qual incorporou o de Urbano IV. Posteriormente, João XXII instou sua observância.

A celebração desta solenidade consiste em uma Missa, procissão e Adoração ao Santíssimo Sacramento.

No Brasil, cresceu a tradição nas cidades com a confecção de tapetes para a passagem da procissão. Os desenhos dão ênfase aos temas sobre a Eucaristia, mas a criatividade das comunidades dá um toque especial, com o uso dos mais diversos materiais, como serragem, pedras coloridas, borra de café, flores, areia, entre outros.

Receba as últimas notícias