Lema

Evangelizar é a minha missão (Lc 4,43)

Ordenação

Dia(s)

:

Hora(s)

:

Minuto(s)

:

Segundo(s)

Data da Ordenação

23 de abril de 2022 às 09h
Paróquia São João Batista e Nossa Senhora das Graças (Icoaraci – Belém/PA)

Data da Posse

30 de abril de 2022 às 16h
Catedral de Nossa Senhora do Rosário (Bragança/PA)

BISPOS ORDENANDES

Dom Gilberto Pastana

Arcebispo de São Luís – MA

Dom Alberto Taveira

Arcebispo de Belém – PA

Dom Jesús Maria

Bispo de Bragança – PA

Conheça

Minha história

Dom Possidônio é natural de Icoraci, distrito de Belém do Pará, nascido no dia 31 de março de 1954. Fez seus estudos fundamentais (Primário e Ginásio) em sua cidade natal, porém concluindo no Seminário São Pio X (onde entrou em 1968). Estudou o Clássico no Seminário Redentorista Santíssimo Redentor tendo sua Ordenação Diaconal em 07 de junho de 1976. Cursou Filosofia e Teologia no IPAR/UFPA – Bacharelado em Teologia (1973/78), chegando a sua Ordenação Sacerdotal em 24 de junho de 1978.

Na história da Igreja, Dom Possidônio passa a ser o 10º bispo paraense a ser nomeado para atuar na Igreja do Brasil, dentre estes é o quinto em atividade no momento. É precedido pelo Dom Gilberto Pastana de Oliveira, Arcebispo de São Luís (MA); Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar de Belém (PA); Dom José Maria Chaves dos Reis, Bispo de Abaetetuba (PA); Dom Manoel de Oliveira Soares Filho, Bispo de Palmeira dos Índios (AL).

Na Arquidiocese de Belém Dom Possidônio tem importantes contribuições, como a atuação como Administrador quando a Arquidiocese estava vacante, entre abril de 2009 e março de 2010. É Vigário Geral da Arquidiocese desde o ano de 2004, mesmo ano em que foi nomeado coordenador de Pastoral, função que exerceu até 2020. Em 2010 recebeu o título oficial de Monsenhor. Também teve o reconhecimento de feitos perante o município Belém, que lhe rendeu o recebimento da comanda de Medalha de Honra ao Mérito, entre outros feitos pela Igreja e sociedade.

Vida e Missão

Nascido em 31 de março de 1950 no distrito de Icoaraci – Belém do Pará, fez seus estudos fundamentais (Primário e Ginásio) em sua cidade natal, concluindo-os no Seminário São Pio X (Seminário Menor da Arquidiocese de Belém), onde entrou em 1968.

Estudou o Clássico no Seminário Redentorista Santíssimo Redentor (1970-1972). Cursou Filosofia e Teologia no Instituto de Pastoral Regional-IPAR/UFPA (Bacharelado em Teologia (1973/78). Foi ordenado Diácono no dia 07 de junho de 1976. Nesse período exerceu as funções de auxiliar da formação do Seminário São Pio X. Sua ordenação sacerdotal ocorreu em 24 de junho de 1978.

Especialização em História da Igreja na América Latina (Assunção/PUC – SP 1982), Mestrado História Eclesiástica em Gregoriana (Roma) em 1987. Cursou parte do curso de Doutorado em História da Igreja (2000). Como professor, iniciou a lecionar em 1982 no IPAR (Instituto de Pastoral Regional – Norte 2), e depois no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição da Arquidiocese, atuando na área da História da Igreja, História da Igreja na América Latina/Brasil, História da Igreja na Amazônia História das Religiões, Ecumenismo. Também é Assessor de diversos cursos na área da Religiosidade /Catolicismo popular e Catequese. Assessor de Assembleias Diocesanas do Regional Norte II.

Foi vice-diretor do IPAR (Instituto de Pastoral Regional), Diretor do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição da Arquidiocese de Belém (de 1994 a 1999). Foi cerimonial da Arquidiocese de Belém de 1989 a 2009. De abril de 2009 a março de 2010 foi Administrador Diocesano da Arquidiocese de Belém. Recebeu o título oficial de Monsenhor em 2010. Recebeu Medalha de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Belém. Desde 2004 é Vigário Geral da Arquidiocese de Belém e foi coordenador de Pastoral da Arquidiocese de Belém de 2004 até fevereiro de 2020.

Desde 1980 exerceu funções de pároco em diversas paróquias da Arquidiocese como a Santo Antônio do Coqueiro (1980/85), administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Icoaraci (1987/88), primeiro Pároco da Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz (1988/92), também como Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição do Outeiro e Ilhas Adjacentes (1994/1999). Foi Administrador Paroquial da Paróquia de Sant’Ana (2000/2001), voltando a administrar a Paróquia da Conceição em Outeiro (2001/2002). Foi pároco da Paróquia São Joao Batista e Nossa Senhora das Graças (2002/2011) e pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima entre de 2011 até 14 de fevereiro de 2020. Em 15 de fevereiro do mesmo ano tomou posse como Pároco da Paróquia Mistério da Transfiguração do Senhor (Ananindeua).

 

Participou como assessor de diversos Encontros Inter-regionais da Igreja na Amazônia (Manaus 1997 – Manaus 2007 – Santarém 2012 – I Encontro da Igreja na Amazônia Legal 2012 – II Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal 2016 -III Encontro dos Bispos na Amazônia Legal 2018).

Colaborador da Comissão Episcopal para a Amazônia (CEA). Participou da Comissão organizadora do Mutirão para a Igreja na Amazônia (Brasília 2005) e da Criação da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM – 2014). Participou da Comissão da CNBB que elaborou as Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil (2019). Participou do Sínodo para a Amazônia: reuniões e assembleias preparatórias, elaboração do Instrumentum Laboris, e a elaboração do Documento Final.

Conheça

Minha história

Dom Possidônio é natural de Icoraci, distrito de Belém do Pará, nascido no dia 31 de março de 1954. Fez seus estudos fundamentais (Primário e Ginásio) em sua cidade natal, porém concluindo no Seminário São Pio X (onde entrou em 1968). Estudou o Clássico no Seminário Redentorista Santíssimo Redentor tendo sua Ordenação Diaconal em 07 de junho de 1976. Cursou Filosofia e Teologia no IPAR/UFPA – Bacharelado em Teologia (1973/78), chegando a sua Ordenação Sacerdotal em 24 de junho de 1978.

Na história da Igreja, Dom Possidônio passa a ser o 10º bispo paraense a ser nomeado para atuar na Igreja do Brasil, dentre estes é o quinto em atividade no momento. É precedido pelo Dom Gilberto Pastana de Oliveira, Arcebispo de São Luís (MA); Dom Antônio de Assis Ribeiro, Bispo Auxiliar de Belém (PA); Dom José Maria Chaves dos Reis, Bispo de Abaetetuba (PA); Dom Manoel de Oliveira Soares Filho, Bispo de Palmeira dos Índios (AL).

Na Arquidiocese de Belém Dom Possidônio tem importantes contribuições, como a atuação como Administrador quando a Arquidiocese estava vacante, entre abril de 2009 e março de 2010. É Vigário Geral da Arquidiocese desde o ano de 2004, mesmo ano em que foi nomeado coordenador de Pastoral, função que exerceu até 2020. Em 2010 recebeu o título oficial de Monsenhor. Também teve o reconhecimento de feitos perante o município Belém, que lhe rendeu o recebimento da comanda de Medalha de Honra ao Mérito, entre outros feitos pela Igreja e sociedade.

Vida e Missão

Nascido em 31 de março de 1950 no distrito de Icoaraci – Belém do Pará, fez seus estudos fundamentais (Primário e Ginásio) em sua cidade natal, concluindo-os no Seminário São Pio X (Seminário Menor da Arquidiocese de Belém), onde entrou em 1968.

Estudou o Clássico no Seminário Redentorista Santíssimo Redentor (1970-1972). Cursou Filosofia e Teologia no Instituto de Pastoral Regional-IPAR/UFPA (Bacharelado em Teologia (1973/78). Foi ordenado Diácono no dia 07 de junho de 1976. Nesse período exerceu as funções de auxiliar da formação do Seminário São Pio X. Sua ordenação sacerdotal ocorreu em 24 de junho de 1978.

Especialização em História da Igreja na América Latina (Assunção/PUC – SP 1982), Mestrado História Eclesiástica em Gregoriana (Roma) em 1987. Cursou parte do curso de Doutorado em História da Igreja (2000). Como professor, iniciou a lecionar em 1982 no IPAR (Instituto de Pastoral Regional – Norte 2), e depois no Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição da Arquidiocese, atuando na área da História da Igreja, História da Igreja na América Latina/Brasil, História da Igreja na Amazônia História das Religiões, Ecumenismo. Também é Assessor de diversos cursos na área da Religiosidade /Catolicismo popular e Catequese. Assessor de Assembleias Diocesanas do Regional Norte II.

Foi vice-diretor do IPAR (Instituto de Pastoral Regional), Diretor do Seminário Maior Nossa Senhora da Conceição da Arquidiocese de Belém (de 1994 a 1999). Foi cerimonial da Arquidiocese de Belém de 1989 a 2009. De abril de 2009 a março de 2010 foi Administrador Diocesano da Arquidiocese de Belém. Recebeu o título oficial de Monsenhor em 2010. Recebeu Medalha de Honra ao Mérito da Câmara Municipal de Belém. Desde 2004 é Vigário Geral da Arquidiocese de Belém e foi coordenador de Pastoral da Arquidiocese de Belém de 2004 até fevereiro de 2020.

Desde 1980 exerceu funções de pároco em diversas paróquias da Arquidiocese como a Santo Antônio do Coqueiro (1980/85), administrador paroquial da Paróquia Nossa Senhora de Fátima em Icoaraci (1987/88), primeiro Pároco da Paróquia Nossa Senhora Rainha da Paz (1988/92), também como Pároco da Paróquia Nossa Senhora da Conceição do Outeiro e Ilhas Adjacentes (1994/1999). Foi Administrador Paroquial da Paróquia de Sant’Ana (2000/2001), voltando a administrar a Paróquia da Conceição em Outeiro (2001/2002). Foi pároco da Paróquia São Joao Batista e Nossa Senhora das Graças (2002/2011) e pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima entre de 2011 até 14 de fevereiro de 2020. Em 15 de fevereiro do mesmo ano tomou posse como Pároco da Paróquia Mistério da Transfiguração do Senhor (Ananindeua).

Participou como assessor de diversos Encontros Inter-regionais da Igreja na Amazônia (Manaus 1997 – Manaus 2007 – Santarém 2012 – I Encontro da Igreja na Amazônia Legal 2012 – II Encontro da Igreja Católica na Amazônia Legal 2016 -III Encontro dos Bispos na Amazônia Legal 2018).

Colaborador da Comissão Episcopal para a Amazônia (CEA). Participou da Comissão organizadora do Mutirão para a Igreja na Amazônia (Brasília 2005) e da Criação da Rede Eclesial Pan-Amazônica (REPAM – 2014). Participou da Comissão da CNBB que elaborou as Diretrizes para a Formação dos Presbíteros da Igreja no Brasil (2019). Participou do Sínodo para a Amazônia: reuniões e assembleias preparatórias, elaboração do Instrumentum Laboris, e a elaboração do Documento Final.

DIOCESE DE BRAGANÇA

A Diocese de Bragança do Pará integra o Regional Norte II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB. Foi criada em 14 de abril de 1928 pela Bula Romanus Pontifex do Papa Pio XI, como prelazia Nullius de Gurupi, sendo desmembrada da Arquidiocese de Belém do Pará. No dia 3 de fevereiro de 1934, por decreto da Sagrada Congregação Consistorial, passou a denominar-se de Prelazia de Guamá. Foi confinada pela Santa Sé aos cuidados da Ordem dos Cléricos Regulares de São Paulo. Em 16 de outubro de 1979, pela Bula Cum Praelatura Guamenis do Papa João Paulo II, foi elevada a diocese. Em 13 de outubro de 1981, por decreto da Sagrada Congregação para os Bispos, passou a denominar-se Diocese de Bragança do Pará. Administradores Apostólicos: Pe. Francisco Richard, CRSP (1930-1937). 2° Administrador Apostólico: Pe. Eliseu Maria Coroli, CRSP (1937-1940). 1° Bispo Prelado: D. Eliseu Maria Coroli, CRSP (1940-1977). Administrador Apostólico: Mons. Miguel Maria Giambelli, CRSP (1977-1980). 1° Bispo: D. Miguel Maria Giambelli, crsp (1980-1996). 2° Bispo: D. Luis Ferrando (1996 a 2016). 3º Bispo: Dom Jesus Maria Cizaurre Berdonces, OAR (2016 até os dias atuais). Situação Geográfica Nordeste do Estado do Pará. Limites: Oceano Atlântico, Diocese de Abaetetuba (PA), Castanhal (PA), Imperatriz (MA), Marabá (PA) e Zé Doca (MA) e Diocese de Cametá (PA). Municípios: Augusto Corrêa, Aurora do Pará, Bonito, Bragança, Cachoeira do Piriá, Capitão Poço, Dom Eliseu, Garrafão do Norte, Ipixuna do Pará, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, Ourém, Paragominas, Rondon do Pará, Santa Luzia do Pará, São Miguel do Guamá,  Tracuateua, Ulianópolis e Viseu.