“O tema foi divulgado por Dom Alberto na noite de encerramento do Círio 2018”

Com muita alegria anunciamos o tema do Círio 2019, “MARIA MÃE DA IGREJA”. A inspiração vem do ano em que nossa Igreja de Belém comemora o Jubileu dos 300 anos da criação da Diocese de Santa Maria de Belém, mas a missão desta Igreja começou antes com início da evangelização na Amazônia e a fundação da cidade e, desde então, é dedicado o nome e a identidade Mariana e Missionaria e por esse motivo a escolha do tema.

O ano de 2019 também teremos, em Roma, o Sínodo especial sobre a Amazônia, e nós que iniciamos a evangelização na Amazônia fazemos parte desta grande porção do povo de Deus .

A Igreja desde o início do cristianismo sempre venerou Maria como Mãe da Igreja, mas esse título só foi dado em 1964, pelo Papa Paulo VI. Maria é Mãe de Jesus, cabeça da Igreja, e a Igreja é corpo místico de Cristo. Por esse motivo Maria é mãe de todos que nasceram pelo Cristo.

Em nossa Igreja de Belém não poderia ser diferente, nossa Diocese recebeu o nome e como padroeira “Santa Maria de Belém”, e a primeira Igreja foi intitulada de Nossa Senhora da Graça, hoje a Catedral Metropolitana de Belém. Nossa Senhora também é contemplada como Rainha da Amazônia e padroeira do Pará, no título de Nossa Senhora de Nazaré, sem contar que 27 das 89 paróquias de nosso Arquidiocese tem o título Mariano.

Toda nossa história está ligada a Maria Mãe da Igreja, como explica o Arcebispo, Dom Alberto Taveira Corrêa. “Desde a primeira hora, nossa Igreja de Belém foi conduzida pelas mãos de Nossa Senhora, e o Círio de Nazaré expressa nossa vocação mariana e a proteção que encontramos debaixo de seu manto. Não é possível pensar o nosso povo sem a devoção mariana!”.

Em março deste ano o Papa Francisco estabeleceu através do Decreto “Ecclesia Mater” que a segunda-feira após Pentecoste será celebrado todos os anos a memória da Virgem Maria, Mãe da Igreja “considerando atentamente quanto à promoção desta devoção possa favorecer o crescimento do sentido materno da Igreja nos Pastores, nos religiosos e nos fiéis, como, também, da genuína piedade mariana”. Por tal propósito do Santo Padre a Arquidiocese de Belém busca a cada dia ser um lar para todos os povos, guiada por Maria mãe da Igreja.

 

 

Texto de Dom Alberto na Integra

A Diocese de Belém foi criada no dia 4 de março de 1719, estando para completar trezentos anos. Desejamos que o ano jubilar seja marcado pelo aprofundamento de nossa vida de Igreja, conhecendo e testemunhando nosso chamado a viver como cristãos e como Igreja de Belém.

No ano de 2019 será realizado em Roma, a Igreja que preside à caridade, o Sínodo especial sobre a Amazônia, e nós fazemos parte desta grande porção do Povo de Deus, Igreja na Amazônia.

Desde a primeira hora, nossa Igreja de Belém foi conduzida pelas mãos de Nossa Senhora, e o Círio de Nazaré expressa nossa vocação mariana e a proteção que encontramos debaixo de seu manto. Não é possível pensar o nosso povo sem a devoção mariana!

        Assim, para o Círio de Nazaré do ano jubilar de 2019, escolhemos o tema:

MARIA MÃE DA IGREJA

        Belém, 28 de outubro de 2018, encerramento do Círio de Nazaré.

Dom Alberto Taveira Corrêa

Arcebispo de Belém do Pará