MISSAS HORÁRIOS
Domingo 07:00, 09:00, 17:00, 19:00
Segunda 19:00
Terça 18:00
Quarta 18:00
Quinta 18:00
Sexta 18:00
Sábado 19:00

 

Criação: 1617
Data Padroeira: 09 de Julho e 1 setembro

Pároco:
Cônego Roberto Emílio Cavalli Júnior

Vigário:
Padre João Paulo de Mendonça Dantas

A cidade de Santa Maria de Belém foi fundada em 12 de janeiro de 1616, no Forte do Presépio. Se tem relato que quando da construção do Forte do Presépio foi feito um nicho onde foi colocado uma imagem de Nossa Senhora da Graça.

Com o intuito de iniciar o desenvolvimento da cidade de Santa Maria de Belém, começaram a adentrar a mata perto do Forte do Presépio, e escolheram o terreno onde hoje é a atual Catedral para erguer a Igreja Matriz da cidade, Igreja de Nossa Senhora da Graça. Uma construção bem modesta e simples, feita de “taipa de pilão e palha” (hugo p.18). A Paróquia Nossa Senhora da Graça foi criada em 28 de julho de 1617, conforme dados históricos da história eclesiástica da Igreja no Brasil. Neste mesmo ano, foi nomeado o primeiro vigário, Padre Manuel Figueira de Mendonça. Neste momento a Paróquia Nossa Senhora da Graça, pertencia à Prelazia de Pernambuco, ficando subordinada a mesma até o ano de 1622.

Em 1653, a humilde e simples igreja passa por uma restauração, que é feita pelos padres jesuítas, tendo a frente o Padre Souto Maior. Em 1714 a igreja tombou, com isso as atividades passaram a Igreja de São João Batista. 

Em maio de de 1719 foi em criado o Bipado do Pará através da bula “Copiosus in Misericordia” do Papa Clemente IX, com isso foi escolhido o primeiro bispo, Dom Frei Bartolomeu do Pilar. Conforme norma eclesiástica toda diocese deve ter sua Catedral, onde fica sede do bispo.

O primeiro bispo nomeado, Dom Frei Bartolomeu do Pilar, toma posse de sua diocese por procuração em 09 de fevereiro de 1721, e sua chegada a Belém só acontecem em 29 de agosto de 1724. A igreja que ficou sendo a Catedral de Dom Frei Bartolomeu foi a Igreja de São João, onde funcionava a Paróquia de Nossa Senhora da Graça.

Em 1723, Dom João V ordenou a construção da Catedral doando a quantia de 60 mil cruzados, pedindo que se construísse uma bela igreja nestas terras.

Em 10 de agosto de 1739 toma posse como segundo bispo do Bispado do Pará. Dom Frei Guilherme de São José e Queiroz, que no dia 03 de maio de 1748 benzeu a pedra fundamental da Igreja Catedral, mesma data que foi aceita sua renúncia como bispo do Pará.

É nomeado então o terceiro bispo do Pará, Dom Frei Miguel de Bulhões e Souza, tomando posse no dia 15 de fevereiro de 1749, este deu continuidade a construção da Catedral. Em 1753 chega a Belém Antônio Landi, a quem Dom Frei Miguel entrega a obra da igreja, no momento a obra esta edificada a a altura do telhado.

Dom Frei Miguel de Bulhões benzeu a Catedral de Belém, em 23 de fevereiro de 1753, porém a construção não estava acabada. No dia seguinte foi feito o traslado do Santíssimo Sacramento da Igreja de São João para a Catedral.

Em 10 de outubro de 1759 o Papa Clemente XII nomea Frei João de São José de Queiroz como bispo do Pará que toma posse me Belém no dia 04 de setembro de 1760. A obra da Catedral é suspensa de 1761 a 1766, quando retorna as obras a pedido do cabido, que assumira o governo do bispo com a morte de Dom Frei João de São José de Queiroz em 15 de agosto de 1764.

Um novo bispo é escolhido para o Pará, Dom João Evangelista Pereira da Silva, que tomou posse no dia 21 de novembro de 1772. Em 01 de fevereiro de 1774 foi feita a benção da Capela Mor da Catedral, com isso se deu também o termino da obra.

 

Contatos:
(91) 2121-3722 | (91) 2121-3723 | (91) 2121-3724
[email protected]